junho 19, 2021

Dados do sector petrolífero nacional estão a ser digitalizados

By maio 31, 2021
Dados do sector petrolífero nacional estão a ser digitalizados Imagem: D.R

A Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis está a transferir todo o acervo sobre petróleo, do formato físico para o digital para melhor gestão das informações da indústria petrolífera em angola. A informação foi avançada pelo director do Gabinete de Gestão de Dados da ANPG, Lúmen Sebastião, numa conferência virtual com o tema "Visão da ANPG na Gestão de Dados" realizado de 27 a 28 de Maio.

De acordo com o técnico do sector petrolífero, o processo ainda está em fase embrionária, mas com objectivos de chegar aos patamares atingidos pela ANPG do Brasil e outras instituições, como as da Noruega e outros países em termos dessa transformação digital, e que os leva a pensar nos custos de gestão de dados petrolíferos que rondam os 6 milhões de dólares para todo o acervo nacional.

De acordo com a Angop, o modelo documental da ANPG que está dividido em dois processos, estando o primeiro ligado a dados técnicos que dão suporte à exploração e produção, e o outro (o segundo) relacionado com a gestão de informações administrativas, essa concessionária angolana está a criar uma plataforma que possa albergar os dois modelos e estudar a melhor maneira de disponibilização dos dados. Mas também aproveitar quer os modelos adoptados no Brasil quer por outras congéneres pelo mundo, para depois trabalhar num protótipo que se encaixará à realidade de Angola.

Na perspectiva de Lúmen Sebastião, a gestão de dados permite aumentar a produtividade e receitas do negócio, assim como ajuda a reduzir os riscos de segurança e prevenir perdas. De igual modo, acrescentou, ajuda a melhorar a qualidade dos serviços que são prestados.

"Se nós quisermos tomar uma decisão mais acertada ao longo de toda a cadeia de negócios, temos de levar em consideração os dados. Não apenas a quantidade destes, mas sim a sua qualidade, muito valorizada na tomada de decisão das instituições, como a ANPG", exemplificou.

Moreira Bastos

É um jornalista que procura actualizar-se sobre novas tendências tecnológicas. Defende que as TICs revolucionaram a forma de fazer comunicação e neste aspecto, é mais fácil informar e mostrar o leitor sobre as suas vantagens.

© 2021 Portal de T.I Todos Direitos Reservados | Telefone: +244930747817 | E-mail: info@portaldeti.com