outubro 27, 2020

MTN e Vodacom são as marcas mais poderosas de África

By outubro 16, 2020
MTN e Vodacom são as marcas mais poderosas de África Imagem: D.R

A Brand Finance, entidade que revela os negócios mais poderosos do continente africano, publicou nesta semana, o relatório AFRICA 150 2020, onde lista as 150 marcas mais valiosas e mais fortes de África.

O relatório analisou negócios do sector da Banca, telecomunicações e seguros, tendo abrangido cerca de 19 países. As marcas sul-africanas dominam o ranking, ocupando as 5 primeiras posições, conquistando desta forma 87 posições, correspondente a 76% do valor total de marcas avaliadas. A MTN é a marca mais valiosa de África, sendo que o seu valor representa cerca de 3,3 bilhões de dólares, enquanto que a Vodacom é a marca mais forte do continente, com uma pontuação de Índice de Força da Marca (BSI) de 89,5, sendo que a pontuação máxima é de 100.

“A gigante das telecomunicações da África do Sul MTN foi coroada como a marca mais valiosa do continente, apesar de registrar uma perda de valor de marca de 1% para 3,3 bilhões de dólares”, diz a Brand Finance.

No entanto, acrescenta que a COVID-19 pode ser uma oportunidade para as marcas de telecomunicações reverterem sua sorte, já que o Brand Finance prevê um impacto geral limitado para o sector e até mesmo potencial de crescimento conforme a demanda aumenta.

O estudo da Brand Finance mostra uma clara melhoria nas métricas de investimento da marca Vodacom, como: local, preço, produtos e promoção - todos consideravelmente mais fortes do que a principal rival, MTN.

A Brand Finance observa que, como acontece com todas as grandes empresas de telecomunicações a nível global, a MTN está a ser pressionada por todos os lados, já que aplicativos de mensagens over-the-top como o WhatsApp estão a impactar as receitas de voz e SMS, e as marcas desafiadoras oferecem serviços de dados comparáveis a taxas abaixo do mercado, levando à acirrada competição de preços e margens decrescentes.

Os setores foram classificados em três categorias - impacto limitado (perda mínima do valor da marca ou crescimento potencial do valor da marca), impacto moderado (até 10% de perda do valor da marca) e forte impacto (até 20% perda do valor da marca) - com base em nível de perda de valor da marca observada para cada sector no primeiro trimestre de 2020.


 

Fonte: Brand Finance

Joaquim Cassicato

Técnico de telecomunicações & Redactor.

© 2020 Portal de T.I Todos Direitos Reservados | Telefone: +244930747817 | E-mail: info@portaldeti.com