setembro 27, 2021

Angolano cria startup e recebe financiamento da google

By setembro 15, 2021
Angolano cria startup e recebe financiamento da google Imagem: D.R

Denominada “Wolo” é uma plataforma de streaming, criada pelo angolano residente no Brasil, Licínio Januário, em parceria com o especialista na área tecnológica, Leandro Lemos que, na lista de 28 outras startups fundadas por pessoas negras, mereceu também o financiamento da Google.

O objectivo da plataforma de streaming é o de promover o empoderamento intelectual e económico da população negra do Brasil, uma vez que, segundo avançou Licínio Januário ao Portal de TI, 54% da população do Brasil é negra e não existe representatividade desta franja, em lugares de destaque e com poderio económico.

Licínio Januário revelou também que “toda base tecnológica da plataforma foi construída por negros angolanos e que a qualidade tecnológica é comparada com as demais tecnologias a nível do mundo.
A plataforma estreou no dia 25 de Dezembro de 2020, com o lançamento dum conteúdo original denominado “A Casa da Vó”- uma série de comédia de cinco episódios, com duração de meia hora cada, é protagonizada pela cantora Margareth Menezes, a avó Teresa, uma ex-funcionária pública, bem sucedida, que abriga seus quatro netos em sua casa, no bairro do Jabaquara, para ajudá-los a enfrentar o mundo.

Excerto de uma entrevista, prestada em uma revista audiovisual, dão conta que a “Wolo TV” pretende expandir-se para outros países, como Angola e Portugal, por exemplo, sendo que o objectivo é descentralizar o mercado, com vista a expandi-lo. Disse ainda Januário, nesta entrevista, “que se trata de um projecto “estratégico” que visa fazer o mesmo que os EUA, a Nigéria e a África do Sul estão a fazer. “Eles estão todos conectados hoje em dia. Você vê a Beyoncé a fazer um filme com muita influência do Afrobeat, e a nossa grande missão é fazer isso com os países lusófonos, conectar Brasil com Angola, Cabo Verde, Portugal, etc.”, esclarece Licínio Januário em entrevista à revista Mutamba Audiovisual, reforçando que a ideia é pensar na lusofonia como uma só «indústria do entretenimento».

Questionado sobre como a Wolo poderia contribuir para o desenvolvimento de Angola, Licício Januário respondeu que tem a pretensão de estar no país, no próximo ano, e que o lançamento da plataforma vai possibilitar o emprego de pessoas com capacidade para responder as expectativas da Startup.

 

 

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal clicando aqui !!!

Fernanda Gonga

Comunicológa| Escritora| Radialista| Gestora de Comunicação e Marketing no Portal de T.I

© 2021 Portal de T.I Todos Direitos Reservados | Telefone: +244930747817 | E-mail: info@portaldeti.com