março 02, 2021
Elisa Capololo

Elisa Capololo

Licenciada em Engenharia Informática, amante de tecnologia e empreendedorismo tecnológico. Trabalha como engenheira de software, é co-organizadora do GDG Luanda e embaixadora das Women Techmakers Luanda.

Carreira: HelpDesk

março 01, 2021

Olá pessoal, decidimos começar uma série de artigos para desmistificar e saber como funciona algumas das carreiras de TI, vamos tirar algumas dúvidas sobre elas e juntos vamos embarcar nessa viagem.

A primeira área a ser estudada nesse grande universo de tecnologia será a área de Help Desk ou suporte técnico, o que é ? qual é a importância? perguntas como essas, tentaremos responder da forma mais clara possível ao longo do nosso artigo.

O que é help desk ou suporte técnico?

Em uma tradução literal, podemos falar que o termo “Help Desk” é uma espécie de “balcão de ajuda”. No setor de TI, diz respeito ao serviço de atendimento a clientes ou ao público interno, com o objetivo de conseguir centralizar os pedidos de suporte e ajuda, facilitando o processo tanto para quem está solicitando auxílio quanto para a organização que irá resolvê-lo.

O Help Desk é uma das profissões dentro da área de TI que mais crescem, principalmente por uma alta demanda para suporte nas organizações. Ele é cada vez mais adoptado pelas organizações, sejam elas as que têm a TI como “core business”, sejam elas as que utilizam soluções tecnológicas internamente, mas essa não é a área principal de trabalho delas.

Como actua o profissional Help Desk?

O profissional de help desk actua no serviço de atendimento ao cliente de empresas. Seu atendimento pode ser pessoalmente ou via telefone, e-mails, chats, mensagens eletrónicas, redes sociais e qualquer outras ferramentas disponíveis.
Nos diferentes níveis da carreira, o profissional de help desk pode ser um solucionador directo dos problemas mais simples, direccionar a questão para especialistas, ou ser o próprio especialista na área técnica em que o produto precisa de reparo.

Onde actua o profissional help desk?

Bancos, startups, fintechs, empresas de informática, telefonia, varejo, indústria e serviços em gerais contam com profissionais de help desk em seus quadros de funcionários. Em alguns casos, o serviço pode ser terceirizado para uma empresa especializada no sector.

Como se tornar um Profissional de help desk?

Não existe um curso superior específico para poder actuar como um profissional de help desk. Mas é possivel fazer um curso online, ou em alguns centros de formação. Algumas empresas como a Google oferecem certificações na área de help desk ou suporte técnico.
Entretanto, se o profissional cursa uma faculdade relacionada à actuação da empresa, ele pode ter grandes chances de crescimento e entenderá melhor como ajudar o cliente em suas dúvidas, dificuldades e reclamações. Profissionais graduados em diversas áreas (em especial as de informática) podem estar inseridos no nível de soluções técnicas de problemas. Eles recebem a solicitação do analista de help desk e executam os serviços necessários, dando uma devolutiva técnica e, em alguns casos, explicando ao cliente o que foi feito.

Algumas soft skills que um profissional de help desk deve ter:

1. Saber ouvir;
2. Habilidades verbais;
3. Saber atender um cliente ao telefone;
4. Saber fazer perguntas;
5. Saber resolver problemas;
6. Capacidade de trabalhar sob pressão;
7. Capacidade de raciocinar logicamente;
8. Saber trabalhar em equipa;
9. Auto controlo;
10. Capacidade de aprender rapidamente.

Praticamente, essas “soft skills”, são as que qualquer pessoa que esteja a seguir uma carreira na area de TI deve ter. A melhor maneira de desenvolver essas habilidades é através da prática, sendo importante também realizar treinamentos, frequentar palestras e participar de workshops organizados pela empresa, caso o mesmo profissional já esteja enquadrado em uma organização. Apesar da crescente importância das “soft skills”, não se pode deixar de lado as habilidades técnicas, sendo igualmente necessário investir em cursos especializados para conseguir alcançar sucesso profissional na área de Help Desk.

Como é a solicitação no mercado?

O serviço de Help Desk é cada vez mais solicitado pelas organizações como uma forma de conseguir prestar não só um melhor serviço para o cliente, mas também manter as rotinas produtivas em dia. Diante disso, é fundamental que as pessoas interessadas em começar uma carreira em TI ou mudar de área cogitem investir nessa opção. O Help Desk permite acompanhar, com maior precisão, quais são as principais demandas de clientes e, consequentemente, gerar um atendimento personalizado e eficiente para essas pessoas. Isso porque todas as informações ficam arquivadas no banco de dados, facilitando o cruzamento de informações.

Remuneração

Para quem trabalha na área de help desk ou suporte técnico, os salarios começam a variar de 100.000 kz para cima, dependendo muito da empresa e da experiência que o técnico tem.

Se você esta pensando em seguir essa carreira, esse é o momento, aproveite fazer mais pesquisas, tire certificações e embarca no mundo das T.I, esperamos por você.

Se chegou até aqui é porque já leu a 1ª parte do artigo “como começar uma carreira em tecnologia”. Se não for o caso, recomendo fortemente que leia, para depois voltar aqui e complementar todo o conhecimento que lhe poderá ajudar na hora de escolher uma carreira em tecnologia.

Começa a aprender

Decidir iniciar uma carreira em tecnologia é óptimo, mas dedicar o trabalho necessário para aprender, é ainda maior. Defina um programa que funcione para sí, por exemplo, aprender por pelo menos 30 minutos ou 1 hora todos os dias. Se você tiver mais tempo, passe mais tempo aprendendo. Seu crescimento será tremendo.

Se for alguém que tem dificuldades em se concentrar, aconselho a desligar todas as notificações das redes sociais, e pode também procurar técnicas que ajudam na concentração, como por exemplo, a técnica pomodoro.

Construir projectos

Esse passo é algo que todo o programador aconselha. Se estiver aprendendo uma nova linguagem de programação, faça um projecto (e pode ser o mais básico possível). E como podemos ver, ao se escolher uma carreira em tecnologia é necessario começar a desenvolver pequenos projectos para ajudar a adquirir mais conhecimentos e habilidades.

A maioria das pessoas pensa que precisa saber tudo sobre uma determinada linguagem de programação ou ferramenta antes de começar a construir um projecto. A verdade é que construir projectos permite que aprimore suas habilidades de codificação de maneiras que você não pode imaginar. Também oferece algo para mostrar em entrevistas, quando você está contando aos entrevistadores sobre suas habilidades tecnológicas. Aqui o meu conselho é procurar disponibilizar os seus projectos em algumas plataforamas na internet para que outras pessoas que estão a começar possam ter acesso e aprender com a tua trajectória.

Começa a escrever

Uma das formas mais rápidas de aprender é ensinando. A partilha constante de conhecimento nos ajuda a reter muito mais ainda. O nosso cérebro não tem a capacidade de lembrar tudo o que aprendemos, portanto, escrevê-lo em seu blog, caso não tenha, pode usar uma plataforma como o Medium ou mesmo as suas redes sociais. Isto servirá como um ponto de referência para você no futuro e também poderá ajudar alguém que está tentando entender o conceito que você acabou de aprender.

Escrever é uma óptima maneira de digerir e processar as informações que se recebe. Isso lhe dá acesso a muitas oportunidades e também pode ajudá-lo a deixar sua marca no ecossistema de tecnologia.
Seja consistente

Este é o passo mais importante para iniciar uma carreira em tecnologia. É altamente improvável que você alcance grandes feitos se não estiver tentando melhorar consistentemente as habilidades tecnológicas que escolheu.

A consistência forma hábitos que se tornam quase uma segunda natureza. Portanto, se você codificar ou projectar por pelo menos 30 minutos todos os dias durante um mês, ficará cada vez melhor.
Não é obrigatório seguir o cenário de 30 minutos acima - apenas descubra o que funciona para você e seja muito consistente. Só então “o céu será seu limite.”

Resumo

O início de uma carreira em tecnologia é definitivamente viável se você seguir estas etapas. Eu recomendo fortemente que você tente, por causa das diversas oportunidades que vêm com isso.

Qualquer pessoa com vontade de aprender, pode começar uma carreira em tecnologia com ou sem conhecimento formal da escola. Vá em frente e comece.

Sim, pode não ser realmente fácil, mas existem tantas comunidades de tecnologia dispostas a ajudá-lo.
Espero que você tenha aprendido uma ou duas coisas com este artigo. Para a descrição do mesmo, tive como base um artigo em inglês, onde decidi tirar vários pontos que achei super interessantes e partilhar com você.

Veja o artigo original aqui

O mundo mudou. Em apenas 365 dias sofremos um impacto tão grande em nossas vidas que ninguém poderia imaginar. O futuro bateu em nossas portas, quem diria que novas formas de trabalho, de comunicação e de se relacionar com as pessoas ao nosso redor se transformaria em algo tão digital. Nos sentimos tão distante mas ao mesmo tempo tão próximos. 2020 derrubou “muitas verdades” no mundo dos negócios e impactou directamente nossas carreiras. A pandemia da covid-19 trouxe uma mudança tão grande que todos sentimos a necessidade de nos transformar. Essa transformação não ocorreu somente em nossas vidas pessoais, mas também nas nossas carreiras, usando e aproveitando os recursos que a tecnologia nos dá para nos mantermos actualizados e adaptados a nova era.

Existem muitas oportunidade para trabalhar no ecossistema de tecnologia ao redor do mundo. Para trabalhar nessa área não é necessário ser um génio, basta ter conhecimento! Neste artigo vou abordar alguns passos que podemos levar em conta na escolha de uma carreira nas TICs.

Faça sua pesquisa

A tecnologia é um campo muito vasto, isso significa que existem diferentes áreas da tecnologia que exigem certas habilidades. Para descobrir a função certa, você precisa fazer algumas pesquisas.

Você pode começar pesquisando as principais áreas de tecnologia abaixo:

  • Desenvolvimento web
  • Desenvolvimento mobile
  • Gestão de produtos
  • Escrita técnica
  • Design de UI / UX
  • Design de produto
  • Ciência de Dados

Sempre que temos dúvidas ou queremos aprender algo novo, fazemos uma pesquisa. E para escolher uma nova carreira, não podemos nos desviar desse padrão, podemos fazer pesquisa na internet ou perguntar a pessoas que já trabalham na aréa (caso conheça alguém). Se você decidir seguir a rota do mecanismo de pesquisa, faça perguntas direccionadas ao que você deseja descobrir.

Com esse conhecimento, pode seguir em frente e explorar a área que achou mais interessante. Para ser sincera, é quase impossível não encontrar online informações sobre as diferentes áreas da tecnologia.

Decida qual caminho seguir

Depois de toda a pesquisa feita e sabermos mais sobre as diferentes áreas da tecnologia, deve decidir qual carreira seguir. É muito comum nessa época apaixonar-se por várias opções, porque leu alguma coisa ou escutou um amigo a falar sobre a sua carreira e os benefícios da mesma.
Então, aqui vão algumas dicas para ajudar na escolha da sua carreira:
_Pense em suas habilidades actuais (transferíveis)_
Antes de decidir iniciar uma carreira em tecnologia, você estava basicamente fazendo outra coisa que achava interessante. Vamos supor que você ame pintar.
Qualquer pessoa que adora pintar, entende muito sobre cores - isso significa que o design do produto ou UI / UX pode ser uma boa opção para você. O objetivo aqui é tentar conectar suas habilidades ou hobbies actuais ao plano de carreira de tecnologia proposto.

Basta começar - não importa a aparência

Escolher uma carreira inicial em tecnologia não significa que sua carreira sempre será assim. Meu ponto é, é totalmente normal começar como redator técnico e mudar para o desenvolvimento móvel mais tarde.

Por exemplo, comecei como desenvolvedor de Android, mas acabei mudando para o desenvolvimento web. Portanto, vá em frente e molhe os pés antes de restringir exatamente o que deseja.

Vá pela paixão, mas seja prático também

É importante saber que escolher exercer uma determinada função na área de tecnologia porque você é apaixonado por ela é óptimo, mas também não há problema em escolher uma função porque você acredita que as oportunidades são melhores, mesmo que não seja muito apaixonado por isso.

Então, eu recomendo que você faça uma mistura dos dois: escolha algo que você gosta de fazer e torne-se tão bom que obtenha toneladas de oportunidades.

Encontre ferramentas e recursos online

É incrível como podemos encontrar tanta informação interessante e recursos disponíveis online; e de forma gratuita. Basta ter a capacidade de saber escolher o que é realmente importante para o desenvolvimento da nossa carreira.
Para encontrar essas ferramentas e recursos, pesquise-os no Google usando palavras-chave e frases como por exemplo, onde posso aprender a ser <inserir função técnica> gratuitamente? Mas se você tem fundos para adquirir ferramentas e recursos pagos, vá em frente. Se preferir sessões individuais com um professor, você também pode pagar por isso.

Simplificando, encontrar o recurso não é um problema. Escolher o recurso certo é o principal aqui.

Então, como você escolhe o projeto certo? Vou lhe contar!

  • Primeiro, pense sobre sua forma preferida de aprender. Por exemplo, você prefere ler ou assistir a vídeos?
  • Depois de escolher seu formato de aprendizagem preferido, certifique-se de escolher um recurso que tenha alguma estrutura. Por estrutura, quero dizer um plano ou currículo que irá educá-lo sobre as habilidades necessárias, passo a passo, até que você entenda.
  • Faça perguntas ou leia comentários sobre o recurso.
  • Faça um teste rápido para ver se este recurso é o certo para você. Tem o formato correcto, bons exemplos, fotos e assim por diante.

Isso é muito importante porque escolher o recurso ou a ferramenta errada pode fazer você desistir facilmente, porque não vai gostar do processo ou não vai entender o que está tentando aprender.

África é um continente grande e com imensos recursos naturais, que vem crescendo nas últimas décadas. O crescimento é notável, rápido e contínuo. Com tudo, o continente tem vindo a sofrer mudanças constantes no que tange a questões económicas, políticas e tecnológicas, se adaptando com as alterações que o mundo vem sofrendo.

"Os desafios de África são enormes, crescer a dois dígitos, criar entre 12 e 15 milhões de postos de trabalho por ano, infra-estruturar e digitalizar. A boa notícia é que o continente tem os recursos necessários. A má é que tem apenas 10 anos para o conseguir se quer alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável". Resumo da conferência de Marraquexe, em 2019, de lá para cá (2021) podemos dizer que África tem 8 anos para alcançar o tão esperado desenvolvimento sustentável.

Tendências para o desenvolvimento Digital de África

O uso de recursos tecnológicos tem sido um tema abordado em África de uma forma frequente, já que o mundo tem mudado e nós com ele. As novas tecnologias têm melhorado a vida das populações a nível mundial, melhorando assim diversos sectores como da educação, economia, saúde, transporte e outros.

Abordando sobre a economia, que tem se adaptado de um modo digital, está a ter um grande impacto numa ampla gama de sectores, incluindo comunicação e tecnologias da informação, comércio, transporte, educação, saúde, agricultura e serviços governamentais, e está a oferecer enormes oportunidades de crescimento inclusivo no continente, também há ainda grandes desafios a ultrapassar.

Para o sector privado, a digitalização desestruturou os modelos de negócios tradicionais e facilitou o surgimento de vários subsectores de produtos e serviços online. A digitalização reduz as barreiras à entrada e expande o alcance do mercado para as empresas, e muda a forma como os negócios projectam e constroem marcas e produtos, comunicam e fornecem serviços aos clientes. Neste contexto, existem oportunidades ilimitadas para pequenas e médias empresas que constituem mais de 70% das empresas africanas.

Estas oportunidades que, acreditam os peritos, serão ainda mais reforçadas pelo aumento do acesso ao mercado, no âmbito da Zona Continental Africana de Comércio Livre, podem render dividendos transformadores para o sector privado, criação de emprego e crescimento inclusivo no continente.

O surgimento de diversas Startups ao redor do continente tem marcado fortemente o mercado africano, criando novas soluções, gerando emprego para a juventude e mostrando o potencial da comunidade jovem.

Desafios para o desenvolvimento digital de África

Começo por demonstrar os desafios para o desenvolvimento digital de África com uma pequena citação de Hayat Essakati, empreendedora marroquina, ao Expresso das Ilhas, "não se faz uma reforma digital sem uma reforma educativa e sem uma administração pública que perceba os novos tempos".

Não existe maior desafio em África do que a falta de educação, e não se fala simplesmente de educação digital, mas principalmente de uma reforma educativa que abrange todos os cantos do continente, o que infelizmente ainda não aconteceu. Vive-se ainda em África, tempos em que a educação escolar passa a ser conhecida como um tabu. Em diversas regiões, encontramos crianças e adultos que nunca tiveram a oportunidade de estar em uma sala de aulas e aprender a ler e escrever.

Para além da educação, ainda existe a falta de valorização da população mais jovem em que este facto não deve ser dissociado do relatório "África no ponto crítico", da fundação Mo Ibrahim, que diz que a média da população do continente está nos 20 anos, quando a dos seus governantes é de 66 anos. Este choque de gerações, segundo especialistas, ocorre por os jovens não terem vivido o colonialismo, mas sofrerem com o desemprego e a desigualdade, o que os faz sentir que não são valorizados pelos políticos, na sua maioria pertencentes à geração que os libertou do colono.

O choque de gerações prejudica a participação dos mais jovens nos grandes assuntos do continente, disperdiça o potencial de gerações inteiras, aumenta os movimentos migratórios e a fuga de cérebros, e ainda estimula o terrorismo. A fuga de África de jovens qualificados é "prenúncio de retrocesso do continente", advertem especialistas.

Uma forma de reverter este quadro é identificar formas de aproveitar o potencial dos jovens africanos no imediato, para garantir a prosperidade dos povos africanos e para o cumprimento das agendas 2030 de Desenvolvimento Sustentável e 2063 da União Africana.

Também o reduzir a pobreza, o desemprego e a desigualdade de gênero, ver os jovens africanos "além de noções estereotipadas de rebelião e vulnerabilidade", criar e promover espaços de debate entre a nova e a velha geração para esclarecer eventuais equívocos entre as partes.

"Há evidências suficientes que África pode ser transformada digitalmente. Mas o que está a impedir-nos?", perguntou Omobola Johnson, ex-Ministra da Tecnologia nigeriana, na palestra que deu aos ministros das finanças e a uma série de especialistas. "A acessibilidade é um problema: a meta acordada internacionalmente é que 1GB de dados não deve custar mais que 2% do rendimento mensal médio nacional. Em África, esse custo actualmente, ronda os  8,76%, comparado com 3,5% na América Latina e 1,54% na Ásia".

Johnson chamou também a atenção para o que considerou serem "tendências fiscais preocupantes", tanto na infra-estrutura digital quanto nas taxas de utilização, que podem ter consequências no aumento do custo da digitalização, restringindo assim o impacto transformador.

Conclusão 

Há evidências suficientes que África pode ser transformada digitalmente mas os impedimentos ainda existem e são constantes.

A existência de problemas no continente é visível, mas alguns deles têm sidos resolvidos pelo uso das novas tecnologias. A adaptação do continente demonstra uma grande maturidade e como está aberto a mudanças. Os Jovens como a força motriz não se estão a deixar para trás, criando assim novas soluções para tornar a vida mais fácil e acessível para todos.

© 2020 Portal de T.I Todos Direitos Reservados | Telefone: +244930747817 | E-mail: info@portaldeti.com