novembro 24, 2020

A Microsoft, confirmou no domingo passado, que está em negociações para adquirir o aplicativo de propriedade chinesa TikTok.

Em um post publicado no seu blog, a gigante tecnológica confirmou que está em negociações para comprar o TikTok depois que o seu CEO, Satya Nadella menteve um encontro com Trump, para tratar justamente essa questão. Na publicação, a Microsoft revela que, aprecia totalmente a importância de abordar as preocupações do Presidente. “Ele está comprometido em adquirir o TikTok, sujeito a uma revisão completa da segurança e a fornecer benefícios económicos adequados aos Estados Unidos, incluindo o Tesouro dos Estados Unidos”.

A Microsoft se moverá rapidamente para prosseguir as discussões com a gestora do TikTok, ByteDance, em questão de semanas e, em qualquer caso, concluir essas discussões até 15 de Setembro de 2020. Durante esse processo, a Microsoft espera continuar o diálogo com o Governo dos Estados Unidos, incluindo o presidente.

Depois de tantas controvérsias em torno do aplicativo chinês, o presidente americano ponderou agora adoptar novas opções para forçar a empresa-mãe ByteDance em Pequim, a se desfazer do TikTok nos Estados Unidos por causa de preocupações de segurança nacional.

É a primeira vez que a Microsoft confirma que a empresa está a negociar a compra do TikTok nos Estados Unidos, Canadá, Austrália e Nova Zelândia.

"Essa nova estrutura se baseará na experiência que os usuários do TikTok actualmente adoram, além de adicionar protecções de segurança, privacidade e segurança digital de classe mundial", lê-se na publicação.

A compra do TikTok colocaria a Microsoft em uma posição poderosa para competir com o Facebook e o YouTube do Google, que operam plataformas de mídia social dominantes.

 

 

Fonte: washingtonpost

A Microsoft anunciou planos de fechar permanentemente suas lojas físicas em todo o mundo, transformando alguns locais em centros de experiência. Com a mudança, a companhia se concentrará em suas lojas online e na Microsoft.com. Segundo o site CNBC, os funcionários das lojas físicas terão a oportunidade de permanecer na empresa.

David Porter, vice-presidente corporativo da Microsoft, disse que as vendas online da companhia cresceram à medida que o portfólio de produtos da empresa evoluiu para ofertas amplamente digitais. “Agradecemos aos clientes da Microsoft Store e esperamos continuar a atendê-los online e com nossa equipe de vendas de varejo nas nossas instalações corporativas”

Na última década, a Microsoft expandiu sua presença no varejo, em um esforço de criar uma experiência de compra semelhante à da Apple, oferecendo produtos como novos Softwares e Hardwares criados pela Microsoft e seus parceiros. As lojas físicas da Microsoft já estavam fechadas temporariamente desde o mês de Março, por conta da pandemia do coronavírus.

De acordo com um comunicado, a multinacional continuará em suas frentes de lojas digitais na Microsoft.com e nas lojas Xbox e Windows, “impactando mais de 1,2 bilhão de pessoas todos os meses em 190 mercados".

 

 

 

Fonte: Microsoft

Na última quinta-feira (26 de Março), a Microsoft solicitou junto à Organização Mundial da Propriedade Intelectual (WIPO) o registo de patente para um ‘sistema de criptomoedas usando dados de atividade corporal’.

Segundo a descrição no documento, a atividade do corpo humano associada a uma tarefa fornecida ao usuário, como ler uma notícia por exemplo, pode ser usada em um processo de mineração de um sistema de criptomoeda.


De acordo com a empresa, quando um usuário recebe uma tarefa, seu dispositivo é acoplado de forma comunicativa ao servidor. Para emitir dados desta forma, a Microsoft cita um detector de atividade corporal acoplado ao dispositivo.

Desta forma, explicou, os dados de atividade corporal podem ser gerados com base na atividade corporal detectada do usuário. O sistema acoplado define então se tal atividade atende uma ou mais condições para atribuir criptomoeda ao usuário.

“Uma onda cerebral ou calor corporal emitida quando o usuário executa a tarefa fornecida por um provedor de informações ou serviços, como exibir anúncios ou usar determinados serviços da internet, pode ser usada no processo de mineração”, explica o documento.

O sistema, segundo a Microsoft, elimina o trabalho maciço de computação exigido atualmente para mineração. Isso porque “os dados gerados podem ser uma prova de trabalho”.

Portanto, argumenta a empresa, “um usuário pode resolver inconscientemente o problema”.

Outro ponto é sobre o consumo de eletricidade. De acordo com a empresa, o sistema pode reduzir a energia computacional para o processo de mineração, bem como tornar o processo mais rápido.

 

Fonte: Portal do Bitcoin

Pág. 2 de 2
© 2020 Portal de T.I Todos Direitos Reservados | Telefone: +244930747817 | E-mail: info@portaldeti.com