setembro 27, 2021

Sob o lema “Tecnologias de Informação Comunicação Social: Melhor Integração, Mais Inovação e Desenvolvimento “, realizou-se, hoje(27), no auditório do Instituto Superior de Tecnologias de Informação e Comunicação (ISUTIC) o 1º Conselho Consultivo alargado do Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social (MINTTICS), que concentrou várias figuras de destaque, no ramo das TIC e da Comunicação Social.

Manuel homem, fez saber que esta actividade é um imperativo legal que serve para apresentar o resumo das principais acções desenvolvidas pelo ministério e as pelas áreas que tutela.

Na sua abordagem, o Ministro destacou a importância que o Ministério atribui à formação do homem, sublinhando acções como a formação de quadros do Gabinete de Gestão Espacial — destacados na indústria espacial africana; o envio de estudantes, à título de mestrado, para o estudo em TIC, no exterior do país e a revitalização do Centro de Formação de Jornalistas ( CEFOJOR). Ainda destacou sobre a projecto de implementação do programa de modernização da TPA, transformando-a em TV Digital; sobre a modernização dos serviços da Angop; a inserção dos serviços digitais das Edições Novembro, dos Correios de Angola e da Angola Telecom.

Além destes dados apresentados pelo ministro, a actividade contou também com a intervenção de outras entidades que apresentaram o balanço, dos últimos 12 meses, das actividades registadas e desenvolvidas no domínio da Rede Nacional de Banda Larga; sobre o Projecto Angosat2; sobre a modernização das Empresas de Comunicação Social; modernização e integração legislativa do sector; pacote legislativo da comunicação social; cibersegurança; fakeNews; sector postal e telecomunicações móveis.

O evento contou com as presenças do Secretário de Estado para Telecomunicações e Tecnologias de Informação — Mário Oliveira; do Secretário de Estado para a Comunicação Social — Nuno Albino, de directores nacionais e Presidentes dos Conselhos Administrativos das mais variadas instituições do país.

“A introdução das novas tecnologias no desporto melhora o desempenho dos atletas, garante a verdade desportiva e reforça a competitividade”, defendeu hoje, em Luanda, o Ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social (MINTTICS), Manuel Homem.

O governante citou a instituição do vídeo árbitro, a interação entre o público e os atletas, bem como as novas formas de arrecadação de receitas pela internet como avanços das novas tecnologias aplicadas no desporto.

Manuel Homem falava na abertura do Iª colóquio subordinado ao tema “Novas Tecnologias e o Desporto em Angola: Avanços e Desafios “, organizado pela Escola Superior Técnica de Ciências do Desporto (ESCID).

Académicos e profissionais do desporto participam do certame.

A ESCID é uma instituição privada de ensino superior que lecciona 7 cursos de licenciatura em matérias como Educação Física e Desporto, Gestão Desportiva e Biotecnologia.

O ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem, indicou, nesta quinta-feira (24), a necessidade da implementação de um programa de literacia digital para fazer face ao acentuado crescimento de crimes cibernéticos. Dados disponíveis indicam que o país regista, em média mensal, um mínimo de mil infracções cibernéticas, com destaque para clonagem de cartões de crédito, transferências ilícitas via internet banking, venda simulada de produtos via Internet, espionagem e incitamento à violência.

Consta ainda das transgressões, o acesso ilegítimo de programas, sabotagem, inutilização do sistema informático, ameaças virtuais, fraude de computadores e programa espião.

O sector da banca totaliza 6,9% dos ataques, enquanto os telemóveis suportaram 34,9 por cento, devido à inobservância de medidas de segurança por parte dos usuários.

Os dados apontam, igualmente, que Angola é o segundo país que mais ataques cibernéticos registaram no continente africano, de uma lista liderada pela Nigéria.

"O governo aposta na criação contínua de condições técnicas que permitam ao país estar cada vez mais preparado para enfrentar os desafios digitais e trazer garantias e confiança para os cidadãos e empresas", disse Manuel Homem.

Manuel Homem acrescentou que as tecnologias de informação em Angola têm crescido, tendo em conta a aposta do governo nos últimos anos.

O ministro informou que o país conta com mais de seis milhões de utilizadores de Internet.

"Naturalmente, hoje, com o investimento do Executivo nas novas tecnologias, regista-se o alargamento da base para que os cidadãos tenham, cada vez mais, acesso e que se crie novos hábitos que proporcionam os comportamentos, muitas vezes, inadequados”, concluiu.
No seu entender, é necessário criar e regular um paradigma orientador para a convivência pacífica e construtiva na utilização das novas tecnologias.

Fonte: MINTTICS

A operadora de telecomunicações chinesa Huawei, está a construir, em Talatona, Luanda, escritórios, centros de treinamento e alojamentos.

Orçada em cerca de 60 milhões de dólares, a obra com as principais infraestruturas, foi visitada nesta sexta-feira (29), pelo Ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social (MINTTICS).

Manuel Homem recebeu a garantia de que a empresa chinesa terá o seu parque de escritórios totalmente concluído e em funcionamento no próximo ano.

O Ministro declarou que a construção do centro tecnológico vai criar competências a nacionais, inclusão digital e condições para a implementação da tecnologia 5G.

“Os operadores nacionais já manifestaram o interesse”, afirmou o titular do MINTTICS.

A Huawei que adopta a tecnologia 5G, quer com este passo, contribuir para a transformação digital em África. No entanto, seis países africanos já adoptaram a solução 5G, que também poderá ser aplicada em Angola.

A inclusão digital e treinamento de jovens talentos angolanos no domínio das TIC, fazem parte do leque de projectos que a empresa chinesa desenvolve no nosso país.

O Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social (MINTTICS) reafirmou, numa mensagem publicada no seu site oficial, em alusão ao Dia Internacional das Telecomunicações e da Sociedade de Informação, que se assinala a 17 de Maio, a aposta na contínua melhoria da prestação dos serviços públicos e básicos de telefonia e acesso à internet.

Esta intenção do órgão estatal que gere as telecomunicações foi tornada pública nesta quarta-feira (12), e considera este sector como fundamental no processo de modernização do governo, bem como contribuir no desenvolvimento social, económico e de inclusão social.

Face ao actual momento marcado pela pandemia da Covid-19, o MINTTICS exorta os profissionais do sector a continuarem a trabalhar com brio e dedicação, para assegurar os serviços das comunicações electrónicas e o reforço da prevenção e combate à pandemia, com o suporte dos meios tecnológicos disponíveis.

Aos usuários, o ministério exorta ao uso responsável dos serviços digitais e das redes sociais.

Dados oficiais indicam que Angola tem mais de 15 milhões de assinantes de telefonia móvel, 7 milhões de utilizadores de internet e mais de 2 milhões de utentes de televisão por assinatura.

No Dia Mundial das Telecomunicações e da Sociedade da Informação, as Nações Unidas procuram incentivar acções que chamem a atenção das pessoas para as mudanças que acontecem com a internet e outras formas de telecomunicação. Acabar com a exclusão digital e promover a segurança na internet são algumas das ideias discutidas.

Pág. 1 de 4
© 2021 Portal de T.I Todos Direitos Reservados | Telefone: +244930747817 | E-mail: info@portaldeti.com