setembro 18, 2020

DevOps: O Que É?

By janeiro 24, 2020 0

Por: José Neto | Palestrante e entusiasta em Tecnologia

 

DevOps é uma metodologia de desenvolvimento de software que utiliza a comunicação para integrar desenvolvedores de software e profissionais de infraestruturas de TI. Quem actua na área sabe que integrar estes sectores é uma missão quase impossível.

As empresas de desenvolvimento têm sempre a necessidade de lançar updates e novas versões, e, para conseguir a agilidade necessária para colocar as aplicações em produção, é imprescindível considerar as orientações DevOps.

Essa metodologia ficou conhecida como implementação contínua ou entrega contínua porque, ao padronizar ambientes de desenvolvimento, também auxilia as empresas no gerenciamento do lançamento de novas versões, além de controlar e de documentar a emissão de relatórios com diversidade de granularidade.

As empresas possuem problemas no processo de lançar e de implementar novas versões porque, na maioria das vezes, tudo é realizado manualmente, sem automação e, por isso, a quantidade e frequência de erros é alta. O seu maior desejo é conseguir ganhar flexibilidade para gerenciar e conduzir o processo de implantação de versão sem precisar editar tudo na linha de comando.

Para reduzir a incidência de problemas e aumentar a flexibilidade e a automação, foi definido que deverão ser utilizados recursos não operacionais e em ambientes que não estejam “em produção”. Assim, o desenvolvedor adquire maior controlo sobre o ambiente, e a infraestrutura, maior entendimento sobre os aplicativos.

Essas alterações só serão possível e fácil de serem implantadas com a simplificação dos processos. Processos simples se tornam claramente articuláveis, e a correcta utilização do DevOps é garantia para a desejada simplificação nos processos.

Pilares do DevOps

O DevOps é estruturado em três pilares fundamentais, que determinam o seu funcionamento nas empresas e dão à equipa envolvida as directrizes para a execução do trabalho. São eles:

Integração contínua: fácil transferência de conhecimentos e experiências entre as equipas.
Implantação contínua: lançamento contínuo e rápido de novas versões de serviços e/ou aplicações.
Feedback contínuo: feedbacks frequentes das equipas envolvidas em todo o ciclo de vida da aplicação e/ou serviço.
Benefícios técnicos:

Fornecimento contínuo de software;
Problemas menos complexos para corrigir;
Resolução mais rápida de problemas.
Benefícios do negócio:

Entrega mais rápida de recursos;
Ambientes operacionais mais estáveis;
Mais tempo disponível para adicionar valor (em vez de corrigir/manter).
Ferramentas DevOps

Como toda a metodologia, o DevOps demanda a utilização de ferramentas eficazes que possam permitir a implantação contínua, entrega contínua e integração entre os colaboradores. Entre as ferramentas que podem ser adoptadas pela metodologia DevOps estão: Google Cloud Platform, Azure, AWS, GitLab, Chef, Puppet, Bamboo, Nagios, Docker, Kubernetes, Graylog e Papertrail, Vagrant, Ansible... etc

Resumindo o conceito DevOps

O conceito de DevOps pode ser complexo, mas, em essência, trata-se de uma prática que envolve cultura, ferramentas e processos ágeis. Ela resulta em um rearranjo de responsabilidades e colaboração entre sectores de desenvolvimento de sistemas e operação de T.I, que até então trabalham de forma isolada.

Esta prática visa melhorar o processo de produção e entrega de software na T.I corporativa, resultando em entregas mais frequentes e com mais qualidade. Como resultados temos maior agilidade nos processos, entrega contínua de software com qualidade, colaboração apoiada por ferramentas, maximização da confiança entre sectores, melhor arranjo de responsabilidade pelos produtos entre outros inúmeros aspectos.

Com uma nova proposta, adoptar DevOps significa buscar constantemente a automação de processos repetitivos ao longo de toda a cadeia de produção de software. Isto implica no provisionamento “self-service” de recursos para as equipas, esteiras de construção e testes automatizados, entrega contínua, ferramentas que facilitem a comunicação, colaboração e monitorização, entre outros.

 

Joaquim Cassicato

Técnico de telecomunicações & Redactor.

Leave a comment

Deixe o seu comentário. Os campos com * são obrigatórios.

© 2020 Portal de T.I Todos Direitos Reservados