setembro 18, 2020

Importância do Provedor de Internet se ligar a um Internet Exchange Point

By setembro 02, 2020 0
Importância do Provedor de Internet se ligar a um Internet Exchange Point Imagem: D.R

O Internet Exchange Point (IXP) ou Ponto de Troca de Tráfego - em Português, é uma plataforma vocacionada para troca de tráfego “peering” entre entidades (membros) que pode ser público e/ou privado. O IXP interliga redes de internet que possuem ASN (sigla em inglês para Autonomous System Number) uma espécie de bilhete de identidade de operador na internet.

Quais são os benefícios para o Provedor de Internet?

O Provedor de Internet optmiza a sua rede e entrega uma boa experiência de navegação ao consumidor final (todos os agentes que usam a internet para fins de trabalho, entretenimento e comunicação).

Qual é o procedimento para um Provedor se ligar ao IXP?

1. Entrar em contacto com o pessoal de suporte do IXP;
2. Interligar a sua rede ao IXP através de uma porta ou pagamento de taxa de membro;
3. Trocar tráfego com o router server da plataforma (quando aplicável);
4. Estabelecer sessões de troca de tráfego “peering” estratégicos;

O racional é simples, quanto mais sessões de peering (troca de tráfego) melhor.

Com os passos acima, o Provedor de Internet garante que o tráfego dos seus utilizadores finais seja trocado «localmente» o que contribui para a redução de latências, boa navegabilidade, incremento de performance e qualidade geral.

Em Angola existem duas plataformas neutras de troca de tráfego o Angonix criado 2015 e gerido pela Angola Cables e o Angola IX criado em 2006 e gerido pela Associação Angolana de Provedores de Internet (AAPSI).


  FONTE: PCH

▪ Membros activos: Número de entidades ligadas ao IXP;
▪ Pico de tráfego: maior volume de tráfego trocado no IXP num determinado instante;
▪ Número de Prefixos por IXP: quantidade de blocos IP partilhado no IXP;

Qual é o impacto deste crescimento de tráfego no dia-a-dia do consumidor final?

O utilizador final pode e deve se beneficiar de uma plataforma de tamanha importância para o ecossistema de telecomunicações, mas para isso o Provedor que lhe preste o serviço de internet tem de estar ligado a um IXP local. O acesso às plataformas (entendimento ou trabalho colaborativo) passa a ser mais facilitado com menos tempo de espera, maior suavidade na reprodução de conteúdos digitais (lag).

Como mensagem final devemos entender que a indústria de telecomunicações engloba múltiplos agentes numa cadeia de valor com vários interlocutores (Provedores de internet «grossista» e «retalhista», operador de backhaul e last lastmile, gestão de infraestruturas, serviços, etc). Para este ecossistema gerar valor e win-win, é necessário que entre os players se estabeleçam relações colaborativas, como estratégias de peering, presença comum em data center e acima de tudo, aportem os ganhos de eficiência de rede ao consumidor final, Nós.

Crisóstomo Mbundu

Crisóstomo Mbundu, é um eterno aprendiz com experiência profissional em informática e telecomunicações. Experimentou funções em áreas técnicas, comunicação e mais recentemente em desenvolvimento de negócio. Business Inteligence, Gaming / eSports, conteúdos e latências são algumas das suas mais recentes paixões tecnológicas

https://www.linkedin.com/in/crisostomo-mbundu/

Leave a comment

Deixe o seu comentário. Os campos com * são obrigatórios.

© 2020 Portal de T.I Todos Direitos Reservados